22 de jul de 2016

24ª Bienal do livro em São Paulo - Eu vou ♥

Da Bienal do livro de 2014

24ª Bienal do livro de São Paulo chegando e eu estou (claro) super animada! Já falei aqui no blog que vou a Bienal do Livro de São Paulo desde 2010 e (para mim) já é uma tradição ir a Bienal ♥  

A 24ª Bienal do livro vai começar no finalzinho de Agosto, como tenho mais ou menos um mês pela frente, comecei a organizar as coisas: 
1- lista de livros que quero comprar 
2- lista de livros que quero comprar caso sobre dinheiro 
3- Autores que quero ver/conhecer.


Paula Pimenta maravilhosa ♥

Muita gente acha que não compensa comprar livros durante a Bienal (principalmente porque todos os sites do universo colocam livros em promoção na mesma época) e muitas vezes não compensa mesmo, PORÉM eu descobri uma coisa na última Bienal: você consegue fazer boas compras caso você tenha organização. 

O que acontece: 
Todas as editoras oferecem descontos quando você compra uma certa quantidade de livro (geralmente acima de 3 ou 5 livros), dependendo de quanto dindin você está gastando o desconto é show de bola.

Meus livros lindos


Vale a pena fazer uma lista e organizar por editora, quando você chegar no estande daquela editora você olha o preço de cada livro, soma e ver quanto você vai ter de desconto. Ai você já pode ter pronto quanto gastaria se comprasse pela internet (não esquece de considerar o frete) e pronto. (Claro, na pratica isso vai funcionar melhor se você for em um dia mais tranquilo)

Eu confesso! Na última Bienal comprei 42 livros e não fiquei arrependida. O prazer de você comprar o livro naquele lugar é 1000 vezes maior do que comprar pela internet. Sempre que eu olho para minha estante e vejo livros que comprei por lá e fico super feliz de recordar aqueles dias ♥


Turma para conhecer Harlan ♥

Outros benefícios que você tem é de poder conhecer seus autores favoritos (eu conheci o meu em 2014 #valeubienal♥), pegar autografo, escutar rodas de conversa, conhecer muita gente legal que gosta da mesma coisa que você e ficar enlouquecida por todos aqueles livros! 

Fica a dica que estandes de editoras pequenas e até mesmo do Sebo são incríveis para conhecer autores novos e livros baratos! ah, nas editoras mais conhecidas sempre tem um espaço de livro em desconto por 15/10/7/5,00 reais o que vale super a pena!

Em breve mostro para vocês minha lista de comprinhas ♥



20 de jul de 2016

Resenha: As provações de Apolo: O oráculo Oculto

Sinopse: Como você pune um deus imortal? Transformando-o em humano, claro! Depois de despertar a fúria de Zeus por causa da guerra com Gaia, Apolo é expulso do Olimpo e vai parar na Terra, mais precisamente em uma caçamba de lixo em um beco sujo de Nova York. Fraco e desorientado, ele agora é Lester Papadopoulos, um adolescente mortal com cabelo encaracolado, espinhas e sem abdome tanquinho. Sem seus poderes, a divindade de quatro mil anos terá que descobrir como sobreviver no mundo moderno e o que fazer para cair novamente nas graças de Zeus. O problema é que isso não vai ser tão fácil. Apolo tem inimigos para todos os gostos: deuses, monstros e até mortais. Com a ajuda de Meg McCaffrey, uma semideusa sem-teto e maltrapilha, e Percy Jackson, ele chega ao Acampamento Meio-Sangue em busca de ajuda, mas acaba se deparando com ainda mais problemas. Vários semideuses estão desaparecidos e o Oráculo de Delfos, a fonte de profecias, está na mais completa escuridão. Agora, o ex-deus terá que solucionar esses mistérios, recuperar o oráculo e, mais importante, voltar a ser o imortal belo e gracioso que todos amam.

Hoje a resenha é sobre minha ultima leitura, eu estou sem câmera então não consegui tirar foto para o post :(

Mas, tudo bem. Vamos para a resenha:

Ontem quando terminei de ler o livro o pensamento que passou na minha cabeça foi: "Tio Rick ataca novamente" haha

Confesso: comecei a ler esse livro o mês passado e depois de muita enrolação, preguiça, enrolação e preguiça finalmente terminei. Quando não consigo terminar um livro rápido sempre acho que é porque o livro "não esta no momento certo", porém, com esse livro foi bem diferente, culpo essa dificuldade na leitura pelo personagem principal: Apolo.

Comecei a ler o livro por indicação do Bruno (meu amigo), ele leu super rápido, amou e me indicou. Comprei super eufórica e entusiasmada. Nos primeiros capítulos fluiu até que ok, porém lá para a metade o personagem foi cansando a ponto de eu largar o livro na estante por algumas semanas e retornar a leitura só agora. 

O que aconteceu foi o seguinte: Apolo recebe um castigo de Zeus e cai na terra como adolescente gordo e cheio de espinhas, ele não perde a memória mas não consegue lembrar-se de tudo porque agora esta em um corpo mortal. Logo no começo, ele conhece Meg, uma semi-deusa perdida. Assustado ele vai até o Acampamento Meio-Sangue e descobre que algo está errado no acampamento, semi-deuses estão desaparecendo.

Basicamente esse é o começo da história que vai se desenrolando ao longo do livro, o que me incomodou na narrativa é que Apolo é extremamente NARCISISTA. No começo isso torna o livro engraçado, porém depois de um tempo isso começou a incomodar a minha leitura. A questão é que essa característica me deixou incomoda por apenas um motivo: eu não suporto pessoas narcisista, depois de alguns relacionamentos abusivos, eu passei a ter muita dificuldade de lidar com isso.

Porém, o livro não é ruim. O livro é muito bom, embora seja um pouco mais "parado" que os de Percy Jackson. Quando o livro começou a ir para o final eu comecei a ficar muito interessada e quando percebi já tinha acabado.
Meg acabou sendo uma personagem importante mas fraca (meio sem sal e sem açúcar) e Apolo cresceu durante a história o que facilitou muito ♥

Algumas coisas vale ressaltar nessa resenha: eu gostei muito de saber como "estava a vida" dos personagens dos outros livros. isso aqueceu meu coração, pois estava morrendo de saudade. E o final! Ah o final, está MARAVILHOSO! Ganhou meu coração, agora quero todos os próximos livros AGORA!

9 de jul de 2016

1 mês da tragédia da Mogi-Bertioga e o que eu aprendi com isso...


Ontem completou um mês do acidente na Mogi-Bertioga, no meu facebook vi a postagem de uma das sobreviventes homenageando os quatro amigos e o namorado que ela perdeu naquela noite. A dor dela é tão palpável que fica impossível não sentir junto. É com toda tristeza no meu coração que escrevo esse texto.

Foto do G1

Não é segredo para ninguém (ou talvez seja) que eu estudo na Universidade de Mogi das Cruzes, eu não moro na cidade e faço parte dos 40% dos alunos que vão e voltam de ônibus todos os dias. Do meu  grupo de amigos e colegas próximos mais da metade também residem em outra cidade. Não é uma rotina fácil, muitas alunos pegam o ônibus depois de trabalhar o dia inteiro. Tudo por um sonho.

Mas tudo isso vocês já sabem, eu confesso que de uma maneira esquisita esse acidente mexeu profundamente comigo. No dia do acidente estava muito frio em Mogi, com uma neblina muito forte, eu lembro de sair da supervisão e antes de ir embora estava conversando com a minha professora (ela também mora em outra cidade), durante a conversa surgiu o assunto das coisas ruins que já vimos pela estrada, comentamos dos perigos e de como era bom poder voltar um pouco antes do movimento intenso de ônibus pois assim íamos com mais tranquilidade.

Indo embora atravessei a passarela mal conseguindo ver um palmo na minha frente, morrendo de frio e entrei no ônibus, quando cheguei em casa segui com a minha rotina, deitei na cama e olhei o Whatsapp. O grupo da minha sala estava fervendo, muitos perguntando pelos meus colegas que iam para o litoral. Uma das meninas da minha sala estava muito nervosa, pois estava no ônibus atras do que capotou, até pelas mensagens que ela mandava dava para perceber o desespero. Eu insensível que sou, achei um pouco exagerado e fui dormir.

No outro dia acordei com todos os jornais falando do acidente, foi ai que a ficha caiu, pessoas morreram. Muitos feridos, alunos, alunos da minha universidade, colegas de curso, colegas de jornada. A primeira sensação foi de "poderia ter sido eu" e logo depois a sensação de "foi um dos meus". Acho que nessa hora o conceito de grupo se intensifica. 

Eu não era amiga de nenhum deles, eu conhecia de vista quatro pessoas do acidente. O corpo da Carol foi o primeiro a ser identificado, eu lembrei na hora do dia que encontrei a Ana Carolina e a Aline (as duas eram/são da psicologia), elas estavam treinando uma aplicação e eu estava correndo com meu estagio. Estava na sala com meu amigo que é monitor da matéria que elas estavam fazendo, elas entraram, o Bruno perguntou se elas queriam ajuda, elas aceitaram. Eu então sai e falei para eles "Bruno estou indo para o estagio já já a gente se vê", sorri para elas e fui embora.

Foto do facebook da Carol

Foi esse o contato que eu tive. Apenas uns 5 minutos. Mas quando eu vi a foto da Carol estampada nos jornais, quando eu vi pelo facebook amigos chorando sua perda, quando vi minha universidade entrando de luto. A Carol, a docê Carol, tornou-se alguém muito mais próxima, alguém que mudou minha maneira de ver a vida.

Confesso fiquei mal, chorei muito, orei muito mesmo por cada família, a cada noticia, foto ou declaração que vejo dos sobreviventes para os que se foram meu coração se aperta. Eu vi colegas de sala chorarem na clínica de psicologia, eu vi professores acolhendo a cada um. Ninguém tem noção de como a universidade ficou depois desse acidente. Professores choraram, alunos choraram.

Foto do G1

Eu não sei exatamente qual é o objetivo desse texto, acho que é só um resumão de tudo que eu senti nesses dias.
É também  uma forma de homenagear e lembrar os sacrifícios e trajetórias de cada um. Eu gostaria de poder dizer para cada um que se foi que a vida deles não foram em vão, que eles brilharam nesse mundo e tocaram muitas pessoas, algumas que eles nem imaginam. Eles mudaram minha maneira de olhar o mundo. Eles continuaram vivendo em cada um que foi tocado por suas histórias.

Foto do G1

Aos amigos, familiares e envolvidos no acidentes, vocês continuarão em minhas orações, nós podemos dividir essa dor, estarei com vocês mesmo que apenas em pensamentos,  vocês vão se reerguer e vão seguir em frente. Por amor a eles. Vocês são milagres e serão para sempre. 




4 de jul de 2016

Voltei?




Hello!

Nossa faz muuuuito tempo que não apareceu aqui!

Aconteceu tanta coisa na minha vida que o blog acabou ficando de lado, vou contar para vocês um tiquinho de tudo.

O negócio é o seguinte: 

No final de 2014 eu consegui estágio no centro de São Paulo e como vivo no interior precisei mudar de cidade. A vida ficou muito corrida! Eu levantava 5:30 pegava o trem da CPTM, chegava ao trabalho as 9:00 e saia as 15:00, ia direto para a universidade e só chegava em casa 22:45.
Como vocês sabem, blogar é algo que da muito trabalho então precisei abandonar o blog. 
Eu gostei muito da experiencia que ganhei no estágio, eu tive contato com outros profissionais e eu fiz grandes amigos. ♥

Em maio desse ano eu acabei saindo do estágio, porque estava muito cansada e também porque precisava focar em outras coisas (inglês, universidade, estágios obrigatórios) e eu levei esse tempão para acostumar com a minha nova vida.

Eu não sei se vou conseguir voltar totalmente, mas sinto muita falta de falar sobre livros com vocês!

Bom, vou deixar umas fotinhas do meu estágio amô para vocês conhecerem o pessoal ♥




Só gente amor ♥




19 de nov de 2014

Resenha: Ponto de Impacto - Dan Brown



Sinopse...

Quando um novo satélite da NASA encontra um estranho objeto escondido nas profundezas do Ártico, a agência espacial aproveita o impacto da sua descoberta para contornar uma grave crise financeira e de credibilidade. O peso dessa revelação acarreta sérias implicações para a política espacial norte-americana e, sobretudo, para a iminente eleição presidencial. Com o objetivo de verificar a autenticidade da descoberta, a Casa Branca envia a analista de inteligência Rachel Sexton para a desolada geleira Milne. Acompanhada por uma equipe de especialistas, incluindo o carismático pesquisador Michael Tolland, Rachel se depara com indícios de uma fraude científica que ameaça abalar o planeta. Antes que Rachel possa falar com o presidente dos Estados Unidos sobre suas suspeitas, ela e Michael são perseguidos por assassinos profissionais controlados por uma pessoa que é capaz de tudo para encobrir a verdade. Em uma fuga desesperada para salvar suas vidas, a única chance de sobrevivência para Rachel e Michael é desvendar a identidade de quem se esconde por trás de uma conspiração sem precedentes. Com fascinantes informações sobre a NASA, a comunidade de inteligência e os bastidores da política americana, sem falar na polêmica discussão sobre a possibilidade de vida extraterrestre, Ponto de Impacto revela o amadurecimento de Dan Brown como escritor, reunindo todas as qualidades que o transformariam em um fenômeno mundial com seu livro seguinte, O Código Da Vinci. 




Minhas palavras...

Dan Brown é um dos meus escritores favoritos, segredo para ninguém, mas esse livro foi o que mais gostei dele desde que li O Codigo da Vinci! É simplesmente fantástica toda a história, claro, sim, ele usou a ''formula literária'' de sempre, poderia chamar de falta de criatividade mas fui impedida de dizer isso pela riqueza em detalhes de tudo que é citado no livro. Desde o cenário da geleira até o dia-a-dia na RNO.

Nesse livro Dan (olha a intimidade) nos leva a um lugar completamente diferente e pouco citado em livros. É eleição presidencial nos Estados Unidos e o atual presidente, Zach Herney, tem seu cargo muito ameaçado pelo candidato oposto, o senador Sexton, um homem que é capaz de tudo (e realmente mostra isso) para conseguir seu lugar na Casa Branca e que na candidatura o ataca a todo momento contra os gastos exorbitantes com a NASA, que ele apresenta ser uma empresa com muito gasto e pouco lucro ou sequer algum retorno de tudo que a NASA tanto procura pela existência a solução para ele? Privatizar a NASA. Porém nesses acontecimentos o novo satélite implantado pela empresa emite um sinal de alerta, um meteorito havia sido encontrado, mas não um meteorito comum, nele continha fósseis, a mais próxima das provas de poder, finalmente, provar a existência de vida fora do planeta. Com a equipe da NASA no local são enviados quatro cientistas ''civis'', que não tivessem qualquer ligação com a NASA para também averiguar a veracidade do meteorito: Corky, um astrofísico um tanto atrapalhado, Wailee Ming paleontólogo e o metido a ''eu sei mais que vocês'', Dra. Norah Mangor glaciologista e Michael Tolland que é oceanógrafo, com programa na TV e tudo mais, ganhador do troféu ''galã apaixonante'' da trama. Mas claro, não podemos esquecer de Rachel Sexton, que pegou o trem andando já, chamada as pressas pelo presidente, além de trabalhar para a NRO também (acima de tudo) filha do Senador Sexton.
A autenticidade do meteorito é tanta que a NASA entra em festa e o Presidente convoca uma coletiva nacional direto das geleiras com os cientistas da NASA para contarem sobre o meteorito e os fósseis, que parecem ser de artrópodes.Mas, exatamente os ''civis'' xeretas resolverem estudar melhor toda essa história, a mascara da NASA pode vir a cair mais uma vez, mas com certeza ela não age sozinha e eles são um tanto prejudicados até chegarem aonde querem para provar essa que tudo é uma farsa. 
E eu esqueci de citar William Pickering, um cara que eu tirei o chapéu no livro, até ler os capitulos finais! Mas uma pessoa que mostrava porque estava ao comando da NRO. 

Dan Brown e suas histórias, já vi muitas criticas aos livros, mas acredito que Dan Brown não existe ''meio gosto'', é um tanto para extremos, nem tudo que ele fala é verdade afinal é uma história e não um documentário, mas a riqueza em detalhes, o modo como ele conta tudo isso te faz ''voar'' um pouco e ficar imaginando ''e se isso não for verdade? Será que isso pode acontecer''.
Enfim é isso, foi fantástico, mas como já disse sou lerda para ler quando o assunto é Dan Brown (ponto fraco), demorei duas semanas para ler as 440 paginas! Hahaha! Mas valeram a pena, são capitulos curtos então passa bem rápido, principalmente quando você se envolve na história. Super recomendo e espero que gostem dele também.

;* ;*
Tecnologia do Blogger.

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©