10 de nov de 2014

[Resenha] Freud me tira dessa - Laura Conrado

Freud, me tira dessa! narra a história de Catarina, uma jovem que passa a morar sozinha em função do novo emprego. Dona de uma vida amorosa catastrófica e disposta a rever suas escolhas, Cat busca ajuda na psicoterapia. Como se não bastasse o dolorido processo de conhecer a si mesma e de adentrar na relação com seus familiares, Catarina se apaixona pelo terapeuta. No auge de sua angústia, a personagem recorre ao pai da Psicanálise para sair dessa. Por meio das confusões de Cat, é possível não simplesmente rir, mas também se identificar com a profunda trajetória de autoconhecimento e aceitação da própria história. O livro rendeu à autora o Prêmio Jovem Brasileiro 2012 na categoria Literatura.

Todo estudante de psicologia conhece pelo menos um pouquinho da teoria de Freud, eu particularmente não sou lá muito fã mas conheço algumas pessoas que amam. Quando encontrei uma resenha desse livro pelos blogs literários achei bem interessante o titulo. O livro acabou entrando para a 'lista de compras'. 

Na Bienal finalmente comprei ele e conheci a escritora, logo na introdução do livro ela explica que não é psicologa mas já passou por anos de terapia. Eu estava super curiosa para ver como ela enxergava o profissional psicologo então comecei logo a leitura.

Freud, me tira dessa conta a história da Cat que é recém formada, tem um emprego bom mas que não consegue ter um relacionamento sério com alguém. Até ela conhecer seu analista e se apaixonar por ele.

Gostei bastante da personagem mas achei um pouco exagerado esse sentimento de 'não namoro ninguém' já que ela é relativamente nova (acho que ela tinha 23 anos...). Diferente de alguns chick list que possui o mesmo enredo, ela não esta sofrendo com o trabalho e com o corpo. O drama da Cat acaba com a questão do namoro.


Gostei do desenrolar da história e gostei da escrita da Laura. Comecei a ler esse livro logo depois de acabar Os Delírios de consumo de Beck Bloom e diferente do primeiro, eu não fiquei irritada com a Cat pelo contrario. Senti muita verdade na sua dor e seus acessos de fúria foram hilários. 

Como eu comentei a minha principal expectativa era ver como a Laura falaria do psicologo e graças a Deus gostei muito da visão que ela colocou no livro. O analista é bastante profissional e tem bem o jeito de psicanalista. Freud aprova :)

Freud, me tira dessa! foi uma leitura muito agradável e eu recomendo a todos. Quero ler o próximo em breve ♥ A unica coisa ruim do livro é que encontrei alguns erros de revisão o que não chega a incomodar mas é preciso falar.

Xoxo



Comente com o Facebook:

3 comentários:

  1. Hmmmm me interessei pela leitura, não conhecia o livro =D

    ResponderExcluir
  2. Oi Claudia, faz um tempo que quero ler esse livro, todo mundo fala que ele é super divertido.
    Pela sua resenha acho que iria gostar bastante. Beijos

    Estante de Cristal

    ResponderExcluir

Tecnologia do Blogger.

Layout: Bia Rodrigues | Tecnologia do Blogger | All Rights Reserved ©